Pesquisar neste blogue

quarta-feira, outubro 21, 2009

Motivação para leituras - PNL/intervenção















Amigo leitor, amiga leitora,

Senhor ou senhora,

Pai ou mãe,

Familiar,

Encarregado de educação de alguém

Que ande a estudar,

(Que agora a linguagem tem este desatino,

Precisa de indicar o masculino

E o feminino

Para ninguém se sentir excluído,

Deprimido,

Subentendido,

Esquecido)

Leia com atenção,

Este texto rimado,

Leve e bem-intencionado,

Se tiver tempo e condição

Adequada.

Leia de pé,

Sentado

Ou sentada,

Na cama, até!


Leia, leia,

E pense nesta ideia:


Por mais que viva,

Que experimente,

Que viaje,

Que fale,

Que ande à deriva,

Sofra ou vá contente,

Não terá tempo suficiente

Para tudo ver ou ensaiar,

Para tudo viver e aguentar,

Para de tudo conversar.


A menos que ganhe tempo

A ler!

Sim, pode crer,

Ler é viver,

É bom investimento

De mais saber e aprender

O que outros já fizeram

Ou deixaram por fazer,

Os lugares que existiram

Ou ficaram por crescer,

As palavras que feriram

Ou curaram sem saber,

Os sonhos que tiveram

Ou morreram ao nascer.


Ler é ganhar velocidade

Sem a pressa dos motores.

É uma questão de liberdade,

Minhas senhoras, meus senhores.

A leitura é um atalho

E quase feito sem trabalho,

É económico,

Adaptável, anatómico.

Compare com viagens e hotéis,

Compare com bebidas e comidas,

Compare com trânsito e decibéis

E conclua:

Ler, até na rua,

Quanto mais no sossego do lar

Ou de outro lugar!


Compare e diga

Quanta despesa faria

Para procurar e saber

O que só depende de ler.


Hoje um conto,

Uma história pequena,

Amanhã um relato de viagem,

Linha a linha, ponto a ponto,

Depois um poema,

Ou então um romance,

De amor ou vadiagem,

Um ensaio, um estudo…

Entretanto, descanse,

Olhe a paisagem,

A leitura não é tudo,

É quase…

Leia receitas, anedotas,

Histórias de faca e alguidar

Teatro, simples notas

De esquecer ou lembrar,

Mas sempre de ganhar.


Porque ler,

Poupa na despesa

E antecipa o ganho:

Os livros são feitos de surpresa

E até variam em tamanho.

Leia

E pense nesta ideia:

Leu?

Aprendeu

Conheceu,

Cresceu.

Valeu?

(Braga/ AEFS / 2009)

7 comentários:

Sílvia disse...

Muito giro e é bem verdade! Eu adoro ler e o primeiro "culpado" foi o Tio Rogério. Foi ele que me ofereceu o primeiro livro que guardo religiosamente "A Fada Oriana" e nele escreveu :"...para que ganhes o gosto pela leitura." E ganhei!

Anónimo disse...

Vamos ter esperança que a nova ministra da educação, ligada ao PNL, saiba tirar fruto do seu trabalho como escritora/comunicadora para saber comunicar/dialogar com os profs.

gracinda disse...

bom dia Zé
Parabéns.Muito bem, como sempre. Está feito a pensar numa leitura rap?
Posso usar?
gracinda

Anónimo disse...

Prof. Machado,
desculpe o meu reparo, mas como sei que está ligado à rádio FS, queria apenas dizer que por lapso a pagina do site da escola informa que o programa vai para o ar ao meio dia, mas tem sido ás 11h.
No entanto Parabéns pela iniciativa.
Tento segui-lo sempre que possível e já tenho divulgado a sua existência a colegas pelas escolas onde lecciono.

arminda guerra disse...

Gostei!
:-)

Anónimo disse...

lemos , rimos, gostamos aprendemos e economizamos.
parabéns!!
Continua escrevendo......
Amélia e Aida

Teresa disse...

olá Zé,
Parabéns! Estou d'acordo com o comentário da Gracinda, dava um bom rap!...
E que tal umas recomendações de leitura p'ra todas as idades?
Às vezes funciona...
Teresa