Pesquisar neste blogue

sexta-feira, julho 04, 2008

Para um casamento especial














Quem de vós espera
Um cantar de amor,
Há-de querer ouvi-lo
Seja quando for:
Nas manhãs claras,
Nas manhãs sombrias,
Nas horas amargas
E nas mais festivas.
Há-de querer do tempo
Peso e medida,
Para encantamento
Ao longo da vida.


Quem de vós espera
Um fruto de amor,
Há-de querer tocar-lhe
Com uma flor,
Cheia de sorrisos,
Rica de esperanças,
Rubra de improvisos,
Áurea de lembranças.
Há-de querer do tempo
Ousadia e calma,
Para provimento
Do corpo e da alma.


José Machado
Braga. 2008


3 comentários:

gracinda disse...

Tão bonito, Zé!É para a minha Marta?OBRIGADA!
Gracinda

Isabel fidalgo disse...

Tão bonito e com um ritmo tão ligeirinho, como convém aos "pombinhos".De ti não se pode esperar outra coisa que não seja beleza e arte.

Anónimo disse...

No dia seguinte a teres escrito este texto neste blog, alguém me chamou a atenção de que talvez fosse para mim... E eu vim ler mal abri o computador pela manhã! E pretensiosamente quis mesmo que fosse para mim. E naquele que foi o dia mais feliz da minha vida, ofereceste-mo! E então a pretensão desfez-se em comoção...
Obrigada por tudo e espero ter-te sempre por perto noutros dias felizes que se avizinham!
Beijinhos dos mais ternos que possas receber
A "discípula" :),
Marta Castanheira