Pesquisar neste blogue

domingo, março 28, 2010

A melhor imagem que eu tenho dele!

O senhor Baudville morreu, de repente, ainda com uma idade que lhe augurava muitas viagens de serviço, na sua carrinha taxi, na Malásia. Era o condutor da Cristiana, professora de Português na Universidade de Kuala Lumpur e da Maria Liew, funcionária superior do Comércio Externo, quando precisavam de grandes serviços. Foi ele quem nos levou do aeroporto para Malaca e depois de Malaca para a fronteira com Singapura, e mais tarde nos foi buscar a Malaca para Kuala Lumpur e da capital para o aeroporto. Foram algumas horas com ele, E só tenho esta fotografia! Recordo-me bem dele, da sua filosofia de vida, do seu gosto pela música, das suas oportunas intervenções sobre os povos da Malásia e da sua admiração pelos portugueses. É tudo e é muito. Tinha um modo calmo de conduzir, por vezes parecia distraído, atendia o telefone e tomava apontamentos na sua agenda durante a condução. Paz à sua alma!

Recebi um email da Cristiana. O texto  deliciou-me, sobretudo o pormenor de o filme por ela escolhido para uma exposição sobre a nossa língua e cultura nos retratar como povo aos olhares e à memória de uma sua leitora que muito bem fala a nossa língua. A gente às vezes pensa que os outros não nos apanham os traços identitários e nós até pensamos que mudámos muito nos últimos anos. Ironia. A Raan é uma jovem e o filme já é do tempo de meus pais que vão nos oitenta e tais

«Agora estamos a preparar a International Week, para as 8 línguas apenas de opção, da faculdade, exposição e filmes. (...) Depois de muitas considerações acerca do filme a mostrar (tem de ter legendas, não pode ter sexo nem palavras com F), tive de mudar 2 vezes, e vou agora mostrar "A Canção de Lisboa". (...)
Decidi-me por esse filme depois de a Raan Hann ter dito, ao ver as primeiras cenas: 'É mesmo assim que os portugueses são!'. Lembras-te da Raan Hann? Almoçou connosco na véspera de tu e a Ling Hooi irem, é aquela que fala português, fez um mestrado pelo Erasmus, na Europa, passando por Portugal. (...) Pediram-me filmes, para ver como agimos, etc, levei esse da "Canção de Lisboa", e foi mesmo engraçado ouvir a Raan Hann comentar, logo no início, 'É mesmo assim que eles são...'».


Esta foto foi tirada no gabinete da Cristiana, na Universidade de Kuala Lumpur.

No próximo mês de Maio virá a Portugal um dos animadores culturais mais famosos do Bairro português de Malaca, o joão Bosco Lázaro, ou Papa Joe como é mais conhecido. É também um músico, tal como o Noel Félix, mas tem a particularidade de ser um intérprete local das canções portuguesas, em português. Nos espectáculos com o seu grupo de folclore faz sempre questão de cantar canções como, por exemplo, os fado de Coimbra "Samaritana" ou "Igreja de Santa Cruz", e outras. É autor, entre outras cantigas, de um curioso "Vra di Bairu Português", cuja letra aqui deixo:

Vira di Bairu Português, de Emanuel Bosco “Joe” Lazaroo, Bairro Português de Malaca.

1. Já fiká na Bairu Português
Sa jenti gostá alegrá
Beng San Juan, San Pedro,
Tudu lembrá
Fazé isti dia alegria

Beng nus kantá, beng nus bailá
Vira di Bairu Português (2x)

2. Jenti di Bairu Português
Traballá na terá ku mar
Gadrá dinyro
Per isti ungua dia
Alegrá ku mulé família

Beng nus kantá, beng nus bailá
Vira di Bairu Português (2x)

3. Jenti di Bairu Português
De sperá dia di Natal
Tisé sibrisu
Per isti ungua dia
Alegrá fazé alegria

Beng nus kantá, beng nus bailá
Vira di Bairu Português (2x)

2 comentários:

Anónimo disse...

As nossas recordações/lembranças são o mais completo album de fotografias.
Passam os acontecimentos, ficam presentes as imagens.

Na isti parti di mundo disse...

Adoro o nome do nosso amigo Boudeville. Lembra-me tantas aventuras. Recordo-me como se fosse como se fosse hoje.
Para nós era tudo novo. Desde o calor às pessoas.

Parece que vai continuar sempre à nossa espera e que vamos entrar no seu carro e ouvir as suas histórias pelo Mundo e ver as suas fotografias.

Estará para sempre no nosso coração.
SEMPRE.

"e enquanto houver saudade...esta será sempre celebrada"