Pesquisar neste blogue

sexta-feira, novembro 21, 2008

Para um amigo especial

Amigo, colega

O tempo te fez denso aos olhares
Dos companheiros, grandes e petizes,
Uns e outros provando-te, felizes,
A franqueza dos actos escolares.

Da Pátria, errante, sabes os lugares
Onde acolheste modos e raízes,
Que o teu perfil espelha no que dizes,
Ou fazes, com histórias e cantares.

Um companheiro assim jamais se esquece,
E dele se espera o lume da virtude,
Quer seja para a cor da juventude,
Quer seja para a gente que envelhece

Com este alento vivo na vontade
De o teu futuro estar na flor da idade!


José Machado / Novembro / 2008

3 comentários:

Luis Castanheira disse...



Que sorte tem esse teu amigo...

Um abraço

Anónimo disse...

fazendo minha as palavras do jovem Luís,quesortr ter-te como amigo

M.Isabel Fidalgo disse...

Só tu para retratares o Castanheira desta forme tão sublime e de que ele é inteiramente merecedor.É bom ter amigos como vocês.Eu gosto e até aposto...
Beijinho, Zé Machado!